Sábado, 8 de Outubro de 2011

Capitulo 12 de Pride - Not found - 2º Parte

Parte 2

 

Gordon irritou-se e empurrou-a contra a parede fazendo-a bater com a cabeça nela e saindo do quarto assim como da casa. Assustado, Will saindo de baixo, da cama correu até Cally e ajudou-a a levantar, com cuidado.
            -Estás bem? – Perguntou preocupado enquanto a examinava.
            -Estou – assegurou um pouco tonta por causa da queda. Will sentia-se um rato naquele ninho de cobras, sentia-se incapaz de a proteger e isso era um dos seus piores medos. Acabar por perde-la por não ter conseguido protege-la.
            -Anda cá – murmurou apertando-a contra o seu peito – Porque é que ele haveria de fazer isso?
            -Porque eu estou a seguir os mesmos passos que o Luke, estou a desistir de tudo e estou a dedicar-me à banda, tal como ele fez. 
Will suspirou e quando o relógio dele marcou as 23:59h ele olhou para ela e sorriu-a.
            -Parabéns Lee.

Dia 45.

            - So close no matter how far Couldn't be much more from the heart Forever(!) trusting who we are And nothing else matters(!!!!)– Cantava Ivan pelo sotão. Will olhou para Cally a perceber que se passava alguma coisa com ele.
            -Prepara-te. – Avisou-a. Cally riu-se e Will virou-se para trás, onde estava Ivan. – O que é que se passou, pah? – Perguntou-lhe.
Ivan riu-se e veio sentar-se ao lado de Cally. Cheirava a Whisky que até enjoava.
            -Não fiquem a pensar que sou um tarado! – Pediu ele com uma voz e entoação no mínimo estranha. – Eu só estou bêbado e a Sonya acabou comigo – riu-se abraçando a rapariga ao lado. Houve um silêncio estranho e Ivan olhou para Cally intrigado, depois as lágrimas começaram a aparecer. – A Sonya acabou comigo e eu estou bêbado – agarrou-se a ela chorando que nem um bebé. – Depois de eu lhe ter pedido em casamento. – Lamentou-se tristemente.
Rock, entrou no sótão com cara de caso e sentou-se à frente deles, na mesa de centro. Estava calado. Demasiado calado. Will suspirou e olhou-o, mais outro com cara de caso.
            -O que é que se passa Ivan? – Perguntou Cally numa voz divertida, ainda sendo abraçada por Ivan. Scott olhou-a, ainda pensativo e a seguir para Will.
            -Vocês já fizeram o 69 – Cally começou a rir-se de imediato assim como Ivan que até então estava a soluçar. Tinham achado piada ao facto de ele dizer aquilo com tanto nervosismo. Will ficou espantado com a pergunta e teve que pestanejar algumas vezes para lhe responder.
            -Não. – respondeu Cally.
            -Sim. – respondeu Will, ao mesmo tempo.
Ivan olhou confuso para eles, assim como Scott.
            -Sim ou não? – Perguntou completamente confuso, Rock.
            -Sim, mas não foi com a Cally. – Cally olhou para Will completamente absorta.
            -A sério?! – Apesar de ser uma pergunta retórica, Will assentiu afirmativamente enquanto ela o olhava de boca aberta.
            -Ah, está bem – murmurou dando festinhas no cabelo de Ivan.
Lily entrou com o phones nos ouvidos e a dançar enquanto andava.
            -Bom dia, Bom dia – cumprimentou ela bem alto por estar a ouvir musica que se ouvia ali e na china.
Ivan largou Cally deixando-a de boca aberta e foi ter com Lily beijando-a.
            -Boa, os rapazes são todos iguais – revirou os olhos e foi até ao bar de Will colocando copos e garrafas em cima da bancada.


            -Come eat some chemicals with me, come eat some chemicals… - cantou baixinho - MADNESS! Feeling scared, looking around and nobody there.* – Parando de cantar arregalou os olhos ao ver Will e outros a virarem o sofá. – Eles são malucos – murmurou levando a mão à cabeça. Levantando-se foi ter com Lily que quase se babava para cima de Ivan. – Acalma-te Lily, ele acabou agora com a Sonya e está bêbado – avisou-a.
            -Eu sei mas ele… - parou e suspirou – ele é tão fofinho. – Sorriu.
            -Eu sempre soube que gostavas dele – sorriu Cally sentando-se e vendo um cartaz de um baile de anos 60 num bar ao lado da casa onde estava. – Will, estavas a esconder-nos isto? – Resmungou levantando-se. – Eu tenho que ir! – riu-se indo até ao quarto de Will e vestindo uma vestido à pressa e prendendo o cabelo.
            -Mas… Oh Cally – resmungou mascando uma pastilha.
            -Oh Cally uma ova, vamos mudar de ares – saltitou ela como se estivesse tudo muito bem. Will suspirou e foi até ao armário vestir qualquer coisa. Os outros vestiram algo do homem da casa e Cally emprestou outro vestido a Lily que o decidiu sujar logo com creme.

A festa estava mexidita, havia cores por todo o lado, coisa que não agradava Ivan visto que estava deprimido e a música não era a que eles mais gostavam. Mal chegou e viu o ambiente, Will suspirou meio bêbado meio entediado.
            -Oh vá lá Will. Sabes muito bem que não faz mal mudar de ares. – Resmungou Cally.
            -Está bem, só fico bem-disposto se dançares comigo – Disse Will com um sorriso maroto. Cally revirou os olhos e deu-lhe a mão começando a dançar ao som da música.
            -Hm, acho que é a primeira vez que te vejo dançar bem – sorriu Cally enquanto encontrava as mãos atrás do pescoço de Willy.
            -Então acho que andas a ver… muito bem. Não precisas de óculos – riu-se fazendo uma careta e agarrando na sua cintura. – Estás bem? – Perguntou do nada. Cally olhou-o nos olhos.
            -Estou, consegui afastar-me mais daquela casa, por isso. – Disse num suspiro. Will deu-lhe um beijo à pinguim.
            -Mesmo assim tens que ir lá. E não gosto muito disso, já te disse que… - Cally beijou-o.
            -Pelo amor de todos os deuses lá de cima – resmungou – cala-te.

 Dia 46.

 

            -Estás melhor desde o último dia? – Perguntou Helen observando a expressão de Cally e analisando-a. A última vez que lá tinha ido quase que partiu a divisão, por estar tão fula com o pai.
            -Sim. – Disse-lhe passando-lhe um papel – vim cá por causa disto – deu-lhe um sorriso meio torto – acabei-o hoje.
Helen assentiu e começou a ler.
            -É uma música? – Perguntou. Cally abanou a cabeça dizendo que sim suspirando e revendo a música na sua cabeça.
            -Algumas partes não me saiam da cabeça e decidi escreve-las.
            -Isto responde a tanta coisa querida – sorriu.      
            -A quê? Por favor, diz-me Helen. - Pediu-lhe.
            -Porque é que achas que fizeste aquelas coisas horrendas durante tantos anos?
            -Porque fui obrigada.
            -Quase. Viste o teu irmão a ser morto e tiveste medo, raiva… Já discutimos sobre isso. Mas isto – abanou o papel com a música – dá-nos a perceber a tua vontade… querias vinga-lo.

I've come here to kill you,

won't leave until you've died

Murder born of vengeance,

I closed my brother's eyes tonight..

Avenged sevenfold. – Chapter four.

 

Will estava sentado no sofá a ver-se a si próprio na tv e sorria de vez em quando.
            -Eu sou mesmo bom – elogiou-se. Cally olhou-o com uma sobrancelha erguida.
            -E não és nada convencido! – Disse ela.
            -Nada. – Riu-se e o pessoal começou a entrar.
            -Preparados? – Perguntou Lily mal entrou.
            -Para quê? É só um ensaio – riu-se Cally. Lily encolheu os ombros.
            -Um ensaio... – riu-se – eu estou mesmo bêbada. – Ivan apertou-a contra si e encolheu os ombros.
            -Fomos a um bar e ela não resistiu – explicou Scott rindo-se.
            -Vão andando lá para cima, eu vou à cozinha preparar qualquer coisa para comermos – disse Cally dirigindo-se à cozinha e fazendo um monte gigante de pães com fiambre e queijo. Pegou em cervejas e levou tudo para cima.
            -És um amor Cally – riu-se a rapariga abraçada a Ivan no sofá do sótão.
            -Eu sei Lily – riu-se ela. De repente Scott começou a tocar alguma coisa muito barulhenta e Will acompanhou. – Vocês estão doidos – insultou na brincadeira.
            -Hm, Cally, podes ir buscar-me uma coca-cola? – Perguntou Will fazendo-lhe olhinhos
            -Uma coca-cola? – perguntou Cally a Will arregalando os olhos – Estás com febre? – Ele negou e voltou a fazer-lhe olhinhos. Encolhendo os ombros desceu as escadas novamente, pelo menos fugia por uns segundos daquela barulheira. Foi rapidamente à cozinha e retirou uma garrafa de coca-cola de litro e um copo, se bem que, ele decerto, não iria precisar do copo. Cally riu-se com o seu pensamento para mais tarde levantar a sobrancelha, indignada. Eles tinham deixado de fazer barulho de um momento para o outro.  Cally subiu com a bebida na mão e o copo de outro, estava intrigada, aquilo não era normal. 
            -Queres copo? – Perguntou rindo-se enquanto abanava o copo e entrava no sótão. Todos estavam parados a olhar para um rapaz que estava de costas para Cally. De repente, ouviu-se estilhaços de vidro mais uma explosão seguida de com muita coca-cola e vidro no chão.
            -Luke.

 

Eu inspirei-me naquela musica para fazer a história e estava tão empolgada com este capitulo que tive que o fazer assim.

E agora, o Luke apareceu mesmo? 

BTW, eu adoro os gifs de hoje xD

BTW1, gosto do capitulo mas não gosto de como o escrevi :c está a soar-me tão mal! :c

 

*Scars on broadway - chemicals

publicado por Cate J. às 20:54
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De Suzzie a 8 de Outubro de 2011 às 22:42
Adoroo
posta rápido *-*


De Vera a 8 de Outubro de 2011 às 23:35
Wow... não estava à espera disto...
Adorei o capítulo


De Eleanor. a 9 de Outubro de 2011 às 16:14
mas que raio...
estou chocada :O
o LUKE?! a sério?! WHAT?!
Posta rápido!!!!!!!!!!!!!!
Adorei o capitulo :d


De Andrusca ღ a 10 de Outubro de 2011 às 21:20
Não gostei do que supus... supus que alguém matava a Cally e ela aí sim via o irmão -.-
Mas estou longe de acertar xD
Adorei o capítulo *-*


De a-viagem-da-minha.vida ♥ a 13 de Outubro de 2011 às 19:57
postei o capitulo 1 da fic "the song remains in my heart ♥" o titulo diz tudo, tem haver com musica, e penso que irás gostar!!!!espero que gostes:
http://the-illusion-of-love.blogs.sapo.pt/
não é a minha primeira fic, se quiseres ver a anterior basta carregares em “post anterior” e vais carregando assim!
entretanto podes ver as personagens e o prefácio aqui:
http://the-illusion-of-love.blogs.sapo.pt/6061.html
Bom mês de Outubro =D
p.s: desculpa o spam!!!


De kaitlyn roode a 14 de Outubro de 2011 às 22:24
viciei completamente na história , e como não consigo resistir tenho que ir falar com as personagens todas *-*
vá , posta mais please :3


De Annie a 29 de Outubro de 2011 às 21:49
adorei, mas quem será o rapaz?!


De Regina Oliveira a 10 de Março de 2012 às 23:45
- está LINDO !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Comentar post